Blog

Programa Sem Censura

As doenças periodontais podem ser divididas basicamente em duas: a GENGIVITE e a PERIODONTITE. São altamente prevalentes na população, causadas pelo acúmulo de bactérias sobre os dentes e penetram na gengiva.

Video do Dr. Maurício Araújo no Programa Sem Censura

Os problemas periodontais ocorrem pois a região que o dente irrompe (erupciona) na boca é a única parte do nosso corpo em que a camada do epitélio que cobre a superfície é rompida. O dente logo abaixo da gengiva está em íntimo contato com o osso. Se houver acúmulo de placa por falta de escovação adequada, a placa bacteriana entre a gengiva e o dente causa inflamação, o que resulta em sangramento gengival, que é a GENGIVITE. Com a progressão da doença, a inflamação causa reabsorção do osso que sustenta o dente, que é a PERIODONTITE e pode levar a mobilidade ou até mesmo perda do dente.

Tanto a gengivite quanto a periodontite são doenças silenciosas, o principal sintoma é o sangramento gengival e não há dor, exceto se formar um abscesso (pús). Muitas pessoas acreditam que o sangramento é devido à gengiva ser sensível e não procuram um cirurgião-dentista, porém, se a sua gengiva sangra, ela possivelmente está inflamada e você precisa tratar.

Além disso, a gengivite, inflamação somente da gengiva sem incluir o osso, pode estar presente em qualquer fase. Dependendo das variações hormonais, pode alterar, porém qualquer ser humano que não escovar os dentes, não remover as bactérias, vai apresentar inflamação da gengiva. Já as doenças mais severas não são encontradas em todos os pacientes, é necessário suscetibilidade (capacidade de ter a doença com maior facilidade). As taxas são altas, aproximadamente 30% da população perderá osso por doença periodontal, e 15% perderão o dente.

A placa bacteriana é aquela “massa” branca no dente, que as pessoas costumam confundir com resto de comida. Ali estão as bactérias. Infelizmente, é impossível ter uma boca totalmente livre de bactérias, com uma escovação perfeita, mas isto não é necessário, pois existe um limite de colônias de bactérias na boca que, se você estiver abaixo dele, estará seguro.

Aqui na Clínica nós mostramos onde há bactérias, contamos se estão dentro do limite e ensinamos como podem ser removidas. Também contamos a porcentagem de sangramento gengival, ou seja, de inflamação, pois o controle é essencial para o tratamento. A melhor maneira de controlar é prevenindo a causa. Se você tem conhecimento que é suscetível à problemas de gengiva: procure um Periodontista! Principalmente se seus pais perderam dentes por doença periodontal, você pode herdar a suscetibilidade à doença em aproximadamente 75% dos casos. É por isto que as pessoas não precisam ter a higiene bucal em um mesmo grau. Por exemplo, indivíduos resistentes à doença, terão bactérias, gengivite, mas dificilmente perderão os ossos ou os dentes. Mas indivíduos com o sistema imunológico menos resistente ao desafio bacteriano podem ter respostas diferentes.

Também é muito importante manter um bom padrão de higiene bucal. Independente do creme dental ou de bochechos, o que remove a placa bacteriana é a limpeza mecânica, associando escova de dentes, fio dental e/ou escova interproximal. Em pacientes com Periodontite, o uso da escova interproximal é essencial. Os líquidos para bochechos podem reduzir a placa em aproximadamente 16% e alguns cremes dentais podem ajudar a diminuir um pouco da inflamação.

Qualquer dúvida agende uma avaliação!

Tags :

Compartilhe :

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.