Clínica Maurício Araújo

Categorias
Dentística

O que é Resina Composta?

As resinas compostas são materiais que causam bastante curiosidade. Há muitas perguntas relacionadas a longevidade do tratamento, dúvidas com relação a estabilidade de cor, durabilidade e sobre as características estéticas do material. Alguns questionamentos podem ser facilmente respondidos outros merecem uma conversa com seu dentista para que possam mostrar clinicamente como se faz e como funciona tudo.

Explicando em poucas palavras as resinas compostas são materiais constituídos de uma matriz orgânica, adicionado um agente de união, partículas de carga, além dos agentes iniciadores da reação química. São fotoativadas através da luz do fotopolimerizador, que é um aparelho que faz com que a resina composta endureça.

Atualmente as resinas compostas são os materiais mais utilizados em restaurações diretas, seja em dentes anteriores ou posteriores. Isso porque apresentam características mecânicas e estéticas bastante similares às dos dentes. Existem diversas resinas no mercado que embora se assemelhem na sua composição apresentam pequenas diferenças ópticas que mudam de acordo com o fabricante, que possui seus “segredos”conferindo características especificas para o seu produto.

Mas além da marca da resina existem diferenças com relação ao tipo de partícula que de uma maneira geral impactam no resultado final do trabalho. As resinas compostas podem ser classificadas em:

Resinas de macropartículas que estão atualmente em desuso, pois apresentavam superfícies rugosas e instabilidade de cor.

Resinas de Micropartículas são aquelas que o tamanho das partículas é menor, entre 0,01 μm e 0,04 μm. Em razão disso, geram lisura maior na superfície, porém têm baixa resistência à compressão.

As Resinas Híbridas que surgiram como forma de se obter, ao mesmo tempo, boa resistência e lisura. O tamanho das partículas vai de 0,05 μm a 5 μm.

As resinas nanoparticuladas que possuem tamanho de partículas por volta dos 20 nm (ou seja, 0,02 μm), esse tipo apresenta ainda mais lisura e resistência. Apesar de ter mais carga inorgânica, há menos matriz orgânica, o que lhe confere suas características.

As resinas podem ser usadas classicamente para fazer restaurações de dentes anteriores e posteriores, para fechar diastemas, corrigir black spaces, para facetas anteriores e restaurações provisórias.

Para cada situação clínica é exigido que se utilize o tipo de resina mais adequado para aquele procedimento e cada cirurgião dentista é livre para decidir com qual marca trabalhar, o mais importante é que esteja familiarizado com as características ópticas do material escolhido.

Nós da Clínica Maurício Araújo realizamos tratamentos com resinas compostas com as técnicas e materiais mais modernos da atualidade, entre em contato para mais informações.

Categorias
Youtube

Programa Sem Censura

Blog

Programa Sem Censura

As doenças periodontais podem ser divididas basicamente em duas: a GENGIVITE e a PERIODONTITE. São altamente prevalentes na população, causadas pelo acúmulo de bactérias sobre os dentes e penetram na gengiva.

Video do Dr. Maurício Araújo no Programa Sem Censura

Os problemas periodontais ocorrem pois a região que o dente irrompe (erupciona) na boca é a única parte do nosso corpo em que a camada do epitélio que cobre a superfície é rompida. O dente logo abaixo da gengiva está em íntimo contato com o osso. Se houver acúmulo de placa por falta de escovação adequada, a placa bacteriana entre a gengiva e o dente causa inflamação, o que resulta em sangramento gengival, que é a GENGIVITE. Com a progressão da doença, a inflamação causa reabsorção do osso que sustenta o dente, que é a PERIODONTITE e pode levar a mobilidade ou até mesmo perda do dente.

Tanto a gengivite quanto a periodontite são doenças silenciosas, o principal sintoma é o sangramento gengival e não há dor, exceto se formar um abscesso (pús). Muitas pessoas acreditam que o sangramento é devido à gengiva ser sensível e não procuram um cirurgião-dentista, porém, se a sua gengiva sangra, ela possivelmente está inflamada e você precisa tratar.

Além disso, a gengivite, inflamação somente da gengiva sem incluir o osso, pode estar presente em qualquer fase. Dependendo das variações hormonais, pode alterar, porém qualquer ser humano que não escovar os dentes, não remover as bactérias, vai apresentar inflamação da gengiva. Já as doenças mais severas não são encontradas em todos os pacientes, é necessário suscetibilidade (capacidade de ter a doença com maior facilidade). As taxas são altas, aproximadamente 30% da população perderá osso por doença periodontal, e 15% perderão o dente.

A placa bacteriana é aquela “massa” branca no dente, que as pessoas costumam confundir com resto de comida. Ali estão as bactérias. Infelizmente, é impossível ter uma boca totalmente livre de bactérias, com uma escovação perfeita, mas isto não é necessário, pois existe um limite de colônias de bactérias na boca que, se você estiver abaixo dele, estará seguro.

Aqui na Clínica nós mostramos onde há bactérias, contamos se estão dentro do limite e ensinamos como podem ser removidas. Também contamos a porcentagem de sangramento gengival, ou seja, de inflamação, pois o controle é essencial para o tratamento. A melhor maneira de controlar é prevenindo a causa. Se você tem conhecimento que é suscetível à problemas de gengiva: procure um Periodontista! Principalmente se seus pais perderam dentes por doença periodontal, você pode herdar a suscetibilidade à doença em aproximadamente 75% dos casos. É por isto que as pessoas não precisam ter a higiene bucal em um mesmo grau. Por exemplo, indivíduos resistentes à doença, terão bactérias, gengivite, mas dificilmente perderão os ossos ou os dentes. Mas indivíduos com o sistema imunológico menos resistente ao desafio bacteriano podem ter respostas diferentes.

Também é muito importante manter um bom padrão de higiene bucal. Independente do creme dental ou de bochechos, o que remove a placa bacteriana é a limpeza mecânica, associando escova de dentes, fio dental e/ou escova interproximal. Em pacientes com Periodontite, o uso da escova interproximal é essencial. Os líquidos para bochechos podem reduzir a placa em aproximadamente 16% e alguns cremes dentais podem ajudar a diminuir um pouco da inflamação.

Qualquer dúvida agende uma avaliação!

Tags :

Compartilhe :

Categorias
Cirurgia

Cirurgias Odontológicas

Blog

Cirurgias Odontológicas

Nossa equipe está preparada para realizar diversas cirurgias odontológicas como plásticas gengivais (cirurgias estéticas), enxertos ósseos, frenectomias (remoção do freio), extrações dentárias e implantes.

Entre as cirurgias estéticas, duas se destacam: a gengivoplastia/gengivectomia que, de maneira geral, é indicada para quem apresenta dentes muito pequenos ou expõe muita gengiva ao sorrir. É uma cirurgia simples para remoção do tecido gengival em excesso e geralmente está associada à remoção de osso. Identificar a causa é fundamental para a escolha do procedimento, visto que casos de excesso de maxila demandam outro tipo de cirurgia.

O contrário também pode ser corrigido, onde há falta de gengiva, que é o caso da cirurgia de recobrimento radicular ou enxerto gengival, indicada para o tratamento da retração gengival (link com outro post) e desconforto na escovação. O enxerto é removido do céu da boca e posicionado sobre a raiz exposta. Doenças de gengiva, cáries e problemas de canal devem ser tratados antes de qualquer cirurgia estética.

Entre as extrações dentárias, a extração do terceiro molar, popularmente conhecido como dente do siso é a mais comum. Não são todos os indivíduos que possuem os dentes do siso, em muitos casos eles nunca se formam, mas é muito comum que eles fiquem escondidos sob a gengiva e só sejam identificados por meio de radiografias. Se houver espaço o suficiente para os dentes irromperem (nascerem) e o paciente consiga higienizar, nada precisa ser feito. Se a extração for necessária, ela pode ser realizada antes mesmo dos dentes irromperem na cavidade bucal.

Na cirurgia de colocação de implantes dentários é instalado um pino no osso para substituir a raiz de dentes perdidos. Após sua instalação, é aguardado um tempo de cicatrização, para o implante integrar no osso, de geralmente 2 meses. E sobre este pino é instalada uma prótese/coroa para recuperar a função mastigatória e estética do sorriso. Outra cirurgia que realizamos é a de enxerto ósseo prévio ou simultâneo com a colocação de implantes, necessária pois quando se perde um dente, ocorre uma perda óssea associada.

Qualquer dúvida entre em contato com a clínica! Estamos preparados para te oferecer as melhores opções de tratamento! Se você tem algum receio, todas essas cirurgias ainda podem ser realizadas sob sedação (link para outro post).

Agende já sua avaliação!!!

Tags :

Compartilhe :

Categorias
Sedação

Medo de Denstista

Blog

Medo de Dentista

 

Certo receio em ir ao dentista é algo normal e que a maioria das pessoas tem. Cerca de 50% da população mundial tem medo de dentista ou pelo menos já ficou ansioso com as consultas. Mas a fobia de dentista ou de tratamento dentário é um problema mais complexo, algumas pessoas chegam a ter ataques de pânico no consultório odontológico. Um estudo de 2005 mostrou que no Brasil existe uma prevalência de 2,8% para a fobia dental, sendo o medo associado à dor na utilização da broca a principal situação.

Alguns sintomas comuns são tremedeira, suor, respiração ofegante, frio na barriga, náuseas, não conseguir dormir na noite anterior. Ainda pode causar ansiedade severa pois embora o paciente saiba que tem a fobia, é difícil controlar.

Esse receio pode ser causado por vários fatores, como por exemplo, experiência dentária negativa (um tratamento dolorido, um procedimento que não deu certo), vergonha da condição bucal, o próprio estímulo geral (jalecos, cheiros, sons) e perda de completo controle (quando sentadas na cadeira do dentista).

É importante entender que essa fobia reserva consequências no futuro, problemas graves de saúde bucal, se não for tratada e vencida. Além de gengivite ou cáries, problemas cardíacos também podem ocorrer nestes indivíduos. A piora da saúde bucal também leva à procedimentos mais complexos, alimentando o receio. Procedimentos preventivos costumam ser simples e indolores.

O tratamento da odontofobia que paralisa e afeta a saúde bucal e mental deve ser realizado por psicólogos ou psiquiatras. Medicamentos podem ser prescritos para superar a ansiedade extrema. Técnicas de relaxamento, como respiração profunda e meditação também podem ajudar a controlar o receio.

Algumas dicas que podem ajudar durante a visita ao cirurgião-dentista:

– Conheça seu medo/ansiedade e tenha VONTADE de se livrar dele

– Encontre o dentista certo, a CONFIANÇA é de suma importância

– Seja honesto sobre seus receios

– Vá acompanhado – fornece segurança adicional

– Pergunte – tire todas as dúvidas possíveis

– Comunicação – Combine um sinal de STOP durante o procedimento

Se você tem receio de dentista, a equipe da Clínica Maurício Araújo está preparada para lhe oferecer uma consulta confortável. Nós temos múltiplas opções para ajudar pacientes com ansiedade, como por exemplo, a sedação endovenosa. Entre em contato para mais informações.

Tags :

Compartilhe :

Categorias
Xerostomia

Boca Seca

Blog

Boca Seca

 

É normal ter a boca seca às vezes se você está desidratado ou se sentindo nervoso. Se você tem a boca seca frequentemente, você deve procurar um cirurgião-dentista!

A saliva é responsável por umedecer e limpar a boca durante a fala e alimentação. Também controla as bactérias e fungos, prevenindo infecções. Quando o volume de saliva é insuficiente, causando a boca seca (xerostomia), todas as suas funções são prejudicadas.

O que causa a boca seca? Alguns medicamentos (antidepressivos, anti-histamínicos e anti-hipertensivos), determinadas doenças (diabetes, síndrome de Sjögren), radioterapia de cabeça e pescoço, desidratação (febre, suor excessivo, queimaduras), hábitos como o tabagismo ou a respiração bucal, desordens alimentares (bulimia e anorexia) ou até mesmo o estresse, ansiedade, depressão.

Os sintomas mais comuns são boca e lábios secos, halitose (mau hálito), feridas na boca, sede frequente, sensação de queimação na boca, rouquidão e alteração ou diminuição no paladar, mastigação ou fala.

Por que é um problema? A boca seca também aumenta o risco de doenças na gengiva (gengivite), cáries e infecções bucais, como a candidose.

Como é diagnosticada pelo cirurgião-dentista? Determinando a causa da boca seca. As principais glândulas salivares, fluxo salivar, lábios, língua e tecidos bucais são avaliados. Às vezes, o paciente vai se queixar se boca seca mesmo com um fluxo salivar adequado.

Qual é o tratamento?

Remoção da causa, se possível: Por exemplo, trocar ou ajustar a dose de um medicamento suspeito de ser a causa da boca seca.

Existem medidas simples que você pode tentar:

– Tomar bastante água ou bebidas sem açúcar

– Mascar chicletes ou chupar balas sem açúcar

– Evitar consumo de álcool (incluindo bochechos com álcool), café e cigarro

– Respirar pelo nariz o máximo possível

– Escovar os dentes com um creme dental fluoretado e visitar seu dentista regularmente

Se as medidas acima não funcionarem, seu dentista pode sugerir um substituto de saliva artificial ou até mesmo a prescrição de medicamentos que estimulam as glândulas salivares.

Sendo assim, quando você for ao dentista, informe-o sobre quaisquer sintomas e tratamentos médicos que você realizou, isto ajudará no diagnóstico e causa da boca seca.

Tags :

Compartilhe :

Categorias
Sedação

Sedação Ambulatorial

Blog

Sedação Ambulatorial

Você já imaginou poder relaxar na cadeira do dentista? Para pessoas que se sentem ansiosas só de pensar em ir ao dentista, a SEDAÇÃO é uma SOLUÇÃO.

O que é a sedação ambulatorial?

É uma técnica que permite a redução da consciência do paciente sem afetar sua respiração e reflexos, ou seja, utiliza medicamentos para ajudar os pacientes a relaxarem durante procedimentos no cirurgião-dentista.

É realizada no consultório, por médicos anestesistas que administram a medicação via endovenosa (veia) e permanecem na sala de cirurgia durante todo o procedimento, monitorando o paciente, oferecendo conforto e segurança.

Quem precisa de sedação?

É indicada para pacientes com verdadeiro receio de tratamento odontológico ou até mesmo com um baixo limiar de dor, muita ânsia de vômito ou tratamentos que envolvem muitas etapas. A sedação pode ser utilizada desde procedimentos simples a cirúrgicos.

Eu ficarei inconsciente?

Não. Você estará muito relaxado, sonolento, mas ainda conseguirá responder a estímulos. Terá poucas ou nenhuma lembrança do procedimento. Você não poderá dirigir nas primeiras horas após a sedação, então recomendamos a presença de um acompanhante.

Existe contraindicação para a sedação?

Pacientes com doenças crônicas não controladas apresentam limitações no uso da técnica. Por isso é importante informar ao cirurgião-dentista toda a história médica e odontológica, medicamentos de uso controlado, resultados dos últimos exames laboratoriais e alergias. De qualquer forma, antes do procedimento, o paciente passará por uma consulta com o médico.

É importante destacar que não se trata de anestesia geral, é uma técnica mais segura e menos invasiva. Se o procedimento odontológico causar algum desconforto, você também precisará de anestesia local para aliviar a dor, realizada após a sedação fazer efeito.

Você está pronto para um procedimento seguro e livre de estresse? Entre em contato conosco e saiba mais. Nossa equipe está equipada com o que há de mais moderno para sua comodidade, conforto e segurança.

Tags :

Compartilhe :

Categorias
Ciência

Dr. Maurício é Destaque na Ciência

Blog

Dr. Maurício é Destaque na Ciência

Recentemente, um estudo publicado no periódico PLOS Biology (https://journals.plos.org/plosbiology/article/file?id=10.1371/journal.pbio.3000918&type=printable) destacou os cientistas mais influentes do mundo

Veja matéria completa no link da Globoplay:

https://globoplay.globo.com/v/9045224/programa/

A pesquisa foi conduzida por uma equipe da Universidade de Stanford (EUA), onde foi feito um levantamento minucioso na base de dados da Scopus, entre os anos de 1960 e 2019. E o Dr. Maurício mais uma vez, foi destaque pela sua produção científica(https://clinicamauricioaraujo.com.br/para-que-serve-a-producao-cientifica/):

E não é só isso! De acordo com o Google Scholar (https://scholar.google.com.br/citations?user=aftKXxcAAAAJ&hl=pt-BR#), o Dr. Maurício é o cientista brasileiro que ultrapassou a marca de 12.000 citações em publicações científicas, isso quer dizer que dentistas no mundo inteiro relacionam seus próprios trabalhos às pesquisas publicadas pelo pesquisador brasileiro.Seu artigo de maior destaque (https://clinicamauricioaraujo.com.br/artigo-brasileiro-mais-citado-mundialmente-em-odontologia-e-do-dr-mauricio-araujo/) tem aproximadamente 2.000 citações (Fonte: Google Scholar).


Parabéns Dr. Maurício por ser referência em Odontologia e trazer atendimentos baseados em evidências científicas para o dia a dia da Clínica!

Tags :

Compartilhe :

Categorias
Odontologia Digital

Odontologia do presente!

Blog

Odontologia do Presente

Envolve diversas tecnologias que tornam os procedimentos odontológicos mais seguros, eficazes, rápidos e confortáveis. Desta forma, é possível oferecer ao paciente uma experiência otimizada, melhorando nossa comunicação, os processos, os materiais e as técnicas utilizadas.

 

Na Clínica Maurício Araújo, a tecnologia digital está presente em diversas fases do tratamento, desde à obtenção de imagens, planejamento e execução.

 

1. Obtenção de imagens

– Escaneamento intraoral – a boca é escaneada por um equipamento que faz pequenos filmes e constrói a imagem em 3D no computador, possibilitando uma moldagem virtual do paciente. Com essa ferramenta, a etapa de moldagem convencional utilizando aquela famosa “massinha” para copiar os dentes pode ser substituída. Além disso, veja que interessante: com o escaneamento intraoral é possível armazenar um registro da sua boca e, se futuramente, algum dente for perdido/fraturar, é possível utilizar o mesmo desenho do original.

 

– Fotografias e escaneamento da face – a análise do rosto do paciente é uma etapa importante em qualquer planejamento, seja por fotografias, vídeos ou 3D.

 

– Tomografia computadorizada de feixe cônico – o exame radiográfico 3D da boca do paciente oferece informações de qualidade sobre a anatomia dentária e óssea, sem sobreposição de estruturas e distorções.

3. Execução

 

– Processo de impressão 3D ou fresagem – com o auxílio de uma impressora 3D ou uma fresadora, é possível imprimir o que foi planejado no computador de forma rápida e precisa, transformando o projeto digital em um produto real. Restaurações, próteses (lentes de contato, facetas), modelos em 3D, alinhadores ortodônticos, placas de bruxismo, guias cirúrgicos, modelos…

 

A Odontologia Digital veio para ficar. Suas principais vantagens são:

 

– Previsibilidade do tratamento;

 

– Simulação dos resultados;

 

– Participação do paciente no planejamento;

 

– Mais conforto durante o tratamento – tirar o molde da boca pode ser bastante desconfortável. Com o scanner intraoral, não há moldagem, a boca é escaneada por um equipamento que faz pequenos filmes e constrói a imagem em 3D no computador.

 

– Tempo de cadeira reduzido;

 

– Procedimentos menos invasivos;

 

– Armazenamento de dados em espaços digitais.

 

O futuro da Odontologia é agora, você está pronto?

Tags :

Compartilhe :

Categorias
Odontologia Digital

Planejamento virtual de implantes e Cirurgia Guiada

Blog

Planejamento virtual de implantes e Cirurgia Guiada

Com a Odontologia Digital, os procedimentos se tornaram mais precisos, seguros e trouxeram maior conforto para o paciente e para os profissionais envolvidos. A cirurgia para instalação de implantes dentários não poderia ser diferente. A cirurgia guiada já era uma realidade na Medicina, e tem se mostrado muito útil aos cirurgiões-dentistas.

Os implantes dentários são estruturas de ligas de titânio que se assemelham a um parafuso, instalados nos ossos maxilares, para substituir a raiz de um ou mais dentes perdidos. Sobre o implante é instalada a prótese dentária. A posição tridimensional em que o implante é colocado é muito importante para o resultado estético e funcional do tratamento.

Atualmente, é possível planejar a posição do seu implante pelo computador, garantindo uma cirurgia mais rápida, precisa e segura. Olha só que legal, fazemos sua cirurgia 2x, uma na realidade virtual e a outra para valer! Esse procedimento é conhecido como cirurgia guiada. Veja só como funciona:

1.    Para realizar o planejamento, é necessário uma tomografia computadorizada de feixe cônico, ou seja, uma radiografia 3D, que copia o osso e estruturas duras da sua face, e um escaneamento da sua boca para copiar os dentes e a gengiva.

 

2.   Esses exames são transferidos para um software de computador (nós utilizamos o CoDiagnostiX), onde é possível planejar a posição e inclinação ideal do seu implante, considerando a posição do futuro dente, anatomia óssea, gengiva. Além disso, a proximidade do implante com estruturas importantes como nervos é estudada, assim como a necessidade de enxertos ósseos. O dentista entra em cirurgia sabendo passo-a-passo tudo que irá ocorrer.

 

3.    No software de computador, um guia cirúrgico personalizado é desenhado considerando a posição final dos implantes, e em seguida, impresso em impressora 3D. Esse guia atuará como um mapa, um GPS. Ele tem encaixe nos dentes e mucosas próximos a região e conta com cilindros que mantém a orientação dos implantes correta.

 

4.   Isso também possibilita o planejamento de provisórios imediatos após a cirurgia. Utilizando a posição do implante, é possível desenhar e imprimir/fresar provisórios, guiando a cicatrização dos tecidos e promovendo mais conforto ao paciente.

As principais vantagens dessa técnica são:

 

– Alta previsibilidade e segurança – todo o planejamento é feito com base em exames minuciosos.

 

– Tempo na cadeira do dentista reduzido – cirurgia é mais rápida e precisa, bem como todo o processo, já que possíveis erros podem ser evitados com um planejamento excelente.

 

– Procedimento minimamente invasivo – a cirurgia guiada não necessita de cortes extensos, promovendo um pós-operatório mais tranquilo.

Porém, não é qualquer dentista que está qualificado para fazer uma cirurgia guiada. É necessário treinamento e capacitação. A parte digital chega como uma forma de suporte e auxílio, mas somente um especialista poderá, de fato, transformar todo o planejamento feito em realidade.

 

A clínica Maurício Araújo, conta com os melhores profissionais de implantes dentários do Rio de Janeiro, utilizamos os materiais mais modernos e tecnológicos do mundo, amplamente utilizado pelas melhores clínicas odontológicas da Europa e dos Estados Unidos. Estamos preparados para oferecer o melhor tratamento, e um pós-operatório confortável.

A clínica Maurício Araújo, conta com os melhores profissionais de implantes dentários do Rio de Janeiro, utilizamos os materiais mais modernos e tecnológicos do mundo, amplamente utilizado pelas melhores clínicas odontológicas da Europa e dos Estados Unidos. Estamos preparados para oferecer o melhor tratamento, e um pós-operatório confortável.

Tags :

Compartilhe :

Categorias
História

Saiba a história da Clínica Maurício Araújo

Blog

Saiba a história da Clínica Maurício Araújo